Tecnologia

Os desafios do empreended orismo feminino e da maternidade

No mês de maio conmemoramos o Dia das Mães. Após mais de 2 anos de pandemia, muitas familias tiveram o privilegio de se reunirem novamente com sus figuras maternas, encontro que ha muito era esperado e que merecia ser celebrado.

Por aquí, tambem tivemos a oportunidade de comemorar essa data tão importante. os desafios para que ela seja real, possível e equilibrada com os varios papéis que decidi assumir.

publicidad

Leah Mays:

Com o passar dos anos, percebo que não existe uma receita magica e que é impossível «dar conta» de todas as requireas que surfem em nossas vidas. pelas mulheres Que desejam Equilibrar maternidade ea carreira profissional.

Um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas, apontou que das mulheres são demitidas após, aproximadamente, dois anos da licença maternidade , Revelou Que 52% Das Mães Respostentes já sofreram algum tipo de preconceito no ambiente profissional por terem filhos –entre os homens com filhos, apenas 15% deram a mesma resposta.

Pouca flexibilidade frente a esse novo momento na vida das mulheres leva cada vez mais as mães a buscarem sua propria dinâmica de trabalho.

Dado que mulheres representa la metada de almas microempreendores individuales (MEI), no hay país (48%). São 32 milhões de empreendoras, que contribuem para que o Brasil atinja a marca da da da maior proporção global de mulheres em novos negócios. Olhando para a maternidade, são mais de 67 milhões de mães no Brasil, das quais 31% criam os filhos sozinhas e 46% trabalham fora dos seus lares, segundo dado da pesquisa do Instituto Data Popular.

A maternidade eo empreendorismo feminino estão muito ligados.É istso o que mostra uma pesquisa da Rede Mulher Empreendora. De acordo com o estudo «Empreendoras e seus negócios», de 2019, 68% Segundo o estudo Female Founder Report, no ecossistema de inovação, 51,6% de los encuestados confirmaron que los encuestados tenían documentos verificados (51,6%). elassolveem empreenderé para ter mais proximidade com os filhos.

A massiva presença de mulheres empreendoras não as exime do peso da desigualdade de genero. 2020, destinaram apenas 0.04% dos mais de US$ 3.5 bilhões aportados no mercado para como startups lideradas apenas por mulheres.

Com isso, as situações preconceituosas e contrangedoras que antes eram visibles em entrevistas de emprego ou dentro das empresa, agora passam a contecer nos pitches e rodadas de investimentos, reúneões com clientes, eventos e capacitações, entre varios outros ambientes que fazem parte do ecossistema de inovação, predominantemente masculino.

Os desafios de desigualdade de genero são profundos e estruturais, e se tornam ainda mais complexos diante a maternidade. o Programa de Red de Mujeres Líderes, Universidad de Columbia, como facilitador de puesta en marcha que no brinda apoyo a líderes que trabajan en diferentes campos, así como empresas, como B2Mamy, alem de negócios destructivos e innovadores adscritos al sector público y han sido implementado. feminino – con la startup brasileña EuEnsinoLAB.

Nele, as mulheres terão o direito de contribuir com o avanço da Sociedade, trazendo toda a potentência do feminino para o benefício da coletividade.

Já Assistanceiu aos nossos novos no video Youtube¡Inskreva, no hay canal nasal!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Botón volver arriba
You cannot copy content of this page